Uma resolução

Às vezes me sinto como uma coadjuvante de minha história. Vejo-me sentada em um banco de uma pracinha em um cenário bucólico: as coisas acontecendo ao meu redor e eu lá comportadinha, observando, pensando, anotando cada movimento alheio. As emoções passando, os cheiros surgindo e desaparcendo, as experiências vindo e eu sem coragem de segurá-las. Tudo tão efêmero, tão leve. Como se ao menor erro, as coisas fossem desaparecer. Queria ser melhor. Melhor filha, melhor amiga, melhor mulher. Mas não basta-me querer.

Nesse ano que entra, apenas uma resolução: ser protagonista da minha própria vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s