Experimental

Macabéa, teses, marca-texto, subjetividade, Clarice, semiótica, GH, feminino, toques caraceteres laudas, crônica, post-it, romantismo, romantismo-simbolismo, Bakhtin, factual, desconstrução, tempo presente, vida presente, Jornal do Brasil, cotidiano, tessitura, Ucrânia, existencialismo, jornalismo, discurso, análise do -, barata, Sartre, sociologia, francês não!, fichamento, orientação, realismo, realismo-naturalismo, a Escrita, editora Rocco, água que vive, russo russo?, epifania, língua, “aleluias e agonias do ser”.

Anúncios

Comportamento vira-lata

Coroa-de-flor, crisântemo, vela, caixão, rosa, crucifixo, Pai-Nosso, em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, santinho, túmulo, pá, terra oca.

Fui a um velório. Voltei sentindo-me mal. Sim, às vezes temo a morte.

Nessas ocasiões, o clima é sempre igual. Os da família e os amigos choram. Alguns que não são da família e nem são amigos choram também. Dessa vez, deixei cair apenas uma lágrima.

Coroa-de-flor, crisântemo, vela, caixão, rosa, crucifixo, Pai-Nosso, em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, santinho, túmulo, pá, terra oca.

Mas algum parente distante resolveu levar um cachorro. Um poodle cinza. Que não saía do colo. Que não parava de latir.

Fico me perguntando por onde anda o respeito que as pessoas deveriam ter pela vida.