O estranho sumiço do z

“Pai, onde é o bloco c?”

“O bloco c é onde eu moro.”

“E o bloco z?”

“Não tem… só tem a, b, c, d e e.”

“Mas porque não tem bloco z?”

“Porque não… são só esses cinco…”

“O alfabeto vai até o z, onde colocaram o z? Onde, hein, pai?”

A carinha de preocupação do menino tinha biquinho e tudo.

Ganhei o dia.