Desse jeitinho assim

Lá na casa de repouso os internos fazem cinco refeições por dia. Com exceção dos remédios, todos os gastos ficam por conta da instituição.

E hoje minha vó, que está morando lá já há quatro meses, pediu um trocadinho pro meu pai, assim, pra quando ela precisar comprar pão e leite, como ela sempre faz. Ou como ela acha que sempre faz.

Porque o Alzheimer é assim.

14 pensamentos sobre “Desse jeitinho assim

  1. No meu aniversário, em abril, minha avó me deu uma embalagem de presente com guardanapos – alguns com desenhos, palavras, todos dobrados -, uma colherinha de café suja e mais algumas coisas que eu não tive coragem de ver o que eram. Guardei tudo aquilo e nunca abro.
    Felizmente, ao longo do ano, os médicos descartaram o diagnóstico que parecia mais provável (alzheimer) e, embora ainda não saibam o que ela tem, os remédios estão fazendo efeito e ela está bem melhor. Ela não tem alucinações, não tem brigas violentas com a minha tia que mora com ela e não sai sozinha de casa.
    Eu sei como você se sente, Ma. Sinto muito por você e sua família, e desejo muita força para vocês lidarem com isso.

    Beijos

  2. 5 refeições por dia?

    Se eu ficar pobre demais, se eu cair abaixo da linha da pobreza, vou querer o endereço dessa instituição. Especialmente porque consumo pouquíssimos remédios.

    Seria o lucro máximo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s