As caixinhas gêmeas

Eu vou inventar uma caixinha assim: pequena, mas o suficientemente grande para caber uma mão toda lá dentro, e com duas partes gêmeas. Pequena porque precisa ser fácil de carregar. A mão que precisa caber lá dentro é pra sentir a pessoa que mora longe. Dito isso não preciso explicar porque as caixinhas deverão ser iguais. Desse modo, quando algum amigo meu precisar do meu toque, e não das minhas palavras, nós dois enfiaremos as nossas mãos lá dentro e poderemos sentir o carinho e o calor que habitam a quilômetros de distância.

Amiga que você sabe do que estou falando, estou vendo um jeito de fabricar isso logo. Enquanto isso, a única coisa que posso dizer é que você é uma das pessoas mais maravilhosas que já conheci.

Anúncios