Ladrões de sonhos

Proferem palavras frívolas e volúveis. Invocando a grandeza de um coração, esperam que tudo seja perdoado. Não enxergam as chagas, os vincos, o sangue que verte a cada sílaba exclamada. Espoliam indecorosamente o que poderia vir a ser.

Máculas.