Os passarinhos do quintal

Desde quando nos mudamos para essa casa, há dez anos, plantamos oito árvores. Adoro quando minha mãe pergunta se já vi os botões de flor no ipê-branco ou se colhi as acerolas bem vermelhinhas. Além disso, bananeiras, limoeiros, abacateiros, pés de laranja e carambola são encontrados em muitos quintais das redondezas. Isso tudo acaba favorecendo a disseminação de sanhaços, bem-te-vis e sabiás-laranjeira pelo bairro. Nas manhãzinhas, lá pelas seis, ir dormir com o canto deles é puro aconchego. Acordar, então, é sentir um “bom dia, mundo!” mais que feliz.

.