Mandingas

Ganhei da minha cabeleireira uma corujinha de cristal. Ela diz que é pra dar sorte. Recomendou que eu a deixasse em uma imersão de água e sal grosso pra acentuar o efeito. Não sei se acredito, mas leio a previsão de Câncer todos os dias. E comprei um trevo-de-quatro-folhas também, que ainda está na casa da Lígia. Há três meses carrego uma pedra de ônix na bolsa. Passei a virada do ano de branco e vermelho: pra serenidade pra mim e pra parar de repetir “próximo próximo próximo”.

Anúncios