Gaiola

De vez em quando olho a gaiola do Gabriel só pra saber se ele está vivo. O Gabriel é nosso canário amarelo acinzentado e tem esse nome porque há uns cinco anos, acho, durante os festejos da virada do ano, ele se assustou e caiu da gaiola, mas sobreviveu. E ele, que até então não tinha um nome, recebeu a alcunha do anjo.

De certa forma, a gaiola é uma moradia segura: sempre com água e comida, alimentando o corpo. Mas o resto, como é que fica?

Ele não voa.

Anúncios

Suspenso

E pela lei natural dos encontros. Essa palavra não existe. Existe, sim. Para existir, basta ser dita. Eu deixo e recebo um tanto. É nada. Claro que sim, é como o sonho. E passo aos olhos nus. Zubalumi, cabotavo, chomerá. O sonho? É. Ou vestidos de lunetas. É independente, não precisa de mais nada pra existir. Orquídea na piscina, bola de ambrosia, caco inteiro. Não é…. sonho com várias coisas, mas nenhuma delas acontece! Sonho realizado é realidade, deixou de ser sonho. Passado, presente. Participo sendo o mistério do planeta.