Suspenso

E pela lei natural dos encontros. Essa palavra não existe. Existe, sim. Para existir, basta ser dita. Eu deixo e recebo um tanto. É nada. Claro que sim, é como o sonho. E passo aos olhos nus. Zubalumi, cabotavo, chomerá. O sonho? É. Ou vestidos de lunetas. É independente, não precisa de mais nada pra existir. Orquídea na piscina, bola de ambrosia, caco inteiro. Não é…. sonho com várias coisas, mas nenhuma delas acontece! Sonho realizado é realidade, deixou de ser sonho. Passado, presente. Participo sendo o mistério do planeta.